A comunicação pública, a educação e as novas narrativas infantojuvenis em tempos pandêmicos: uma análise sobre a aula do Presidente de Portugal aos jovens de seu país

Autores

Palavras-chave:

comunicação, educação, cidadania, COVID-19, novas narrativas

Resumo

Este artigo propõe analisar a iniciativa do Presidente Português, Marcelo Rebelo de Sousa, que deu uma aula para crianças e adolescentes até 16 anos sobre as dez lições primordiais da pandemia de COVID-19. A discussão teórica é baseada na importância da comunicação pública e da educação, enquanto expressões do direito à comunicação, para uma formação cidadã solidária e terrena, sob o viés das metodologias de revisão bibliográfica e discussão teórica, a fim de termos subsídios para analisar o discurso do Presidente. Para isso, passamos por um breve histórico sobre direitos infantojuvenis, com enfoque na Doutrina de Proteção Integral. Na sequência, discorremos sobre o direito à comunicação e sua interface com a educação. E, assim, descrevemos os ensinamentos do Presidente de Portugal e construímos a sua análise a partir da importância da comunicação pública de qualidade e da educação voltada para a paz e direitos humanos como saídas para o enfrentamento das incertezas que marcam nossos tempos pandêmicos. Por fim, entendemos, a partir do histórico e da discussão apresentados, que estão sendo tecidas novas narrativas sobre a infância e a adolescência, notadamente quando vemos a importância da iniciativa de Rebelo de Sousa ao priorizar os jovens, contribuindo para seu protagonismo. Embora façamos a ressalva de que isto deve ser prioridade de todos os governantes, e não somente uma ação de oportunidade.

Downloads

Publicado

2020-12-29

Edição

Secção

Dossiê temático - comunicar em tempos de pandemia