Caracterização dos processos de comunicação de ciência nas unidades de investigação em Portugal

Autores

Palavras-chave:

comunicação de ciência, centros de investigação, transmedia, multimedia

Resumo

A comunicação de ciência consolidou-se como disciplina e atividade essencial para cientistas e unidades de investigação. Entre os esforços efetuados pelos vários atores no espaço público, a comunicação de ciência também precisa de ser realizada e alimentada a partir dos centros de investigação - plataformas que podem contribuir para a geração de confiança do público na ciência e assumirem-se como aliadas no processo de comunicação de temas científicos. Para caracterizar os processos de comunicação de ciência nas unidades de investigação portuguesas enviou-se um inquérito às 303 unidades financiadas pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) em 2019. As respostas obtidas são analisadas à luz de estudos similares realizados em Portugal (2015) e no estrangeiro (2020). Os dados obtidos permitem-nos verificar a tendência de crescimento da importância dada pelas unidades de investigação e pelos cientistas à comunicação de ciência. Através do próprio site ou de perfis nas redes sociais, e da utilização de ferramentas como vídeos, fotografias, comunicados de imprensa ou eventos públicos, a comunidade científica portuguesa tem realizado esforços no sentido de aproximar a ciência da sociedade civil. Notando que ainda há muito a aprimorar, a integração de especialistas de comunicação nas unidades de investigação portuguesas não deixa de ser um dado inspirador para o futuro da comunicação de ciência quer enquanto prática quer enquanto objeto de estudo.

Downloads

Publicado

2020-12-29