Um ensaio sobre populismo e redes sociais online

Autores

Palavras-chave:

populismo, redes sociais online, extrema-direita

Resumo

Neste ensaio será abordado o modo como a atividade jornalística tem vindo a ser alvo de críticas por parte de líderes políticos populistas e o modo como a narrativa do “jornalista como inimigo” está associada à ascensão dos social media enquanto veículos da mensagem política populista. Além disso, serão também tecidas algumas considerações sobre a necessidade de regular estas plataformas online, de forma a combater fenómenos de desinformação e de propagação de fake news tantas vezes associados a lideranças populistas. Entre as conclusões do ensaio está o facto de a inexistência de escrutínio e do filtro jornalístico premiarem o surgimento de eleitores mal-informados ou pouco-esclarecidos e, por conseguinte, permitirem a ascensão de líderes políticos populistas cujas propostas e/ou ideais não são devidamente escrutinados junto da opinião pública. Esta reflexão torna-se particularmente pertinente se considerarmos que, em última instância, tais fenómenos poderão pôr em causa a vitalidade dos regimes democráticos e a realização de eleições livres e justas.

Downloads

Publicado

2020-12-29